Man Ray, fotografia, surrealismo e inconsciente

Por volta de 1910, através do experimentalismo dos movimentos de vanguardas modernistas, como os dadaístas, os futuristas, os construtivistas, além dos surrealistas, a fotografia e a pintura resolveram dialogar. A fotografia tentou se desligar de um enfoque pictorialista, de uma abordagem estética mais tradicional e enveredar por uma linguagem própria. E para todos os movimentos…

Read More

Novos caminhos para antigas fotografias

Sempre que vejo fotografias antigas em feiras, álbuns velhos de família que em vez de estarem na prateleira da casa da avó estão em algum brechó ou sebo, experimento uma sensação de curiosidade e pudor. Me sinto invadindo outras vidas, outras sensações que vão muito além da diferença de espaço e tempo. E viajo ao…

Read More

Fotografia, cinema e seus instantes

A partir da exposição de Arthur Omar, vista e comentada aqui no blog (http://photolimits.com/exposicao/entre-sem-bater/), fiquei pensando nos limites entre fotografia e cinema.   O famoso teórico da fotografia, Roland Barthes em seu livro A Câmara Clara, diz que a fotografia não pode negar seu referente, essa é a essência da fotografia. Para Barthes, temos sempre…

Read More

Fotografia, luz e morte

A fotografia sempre dialogou com a morte, pelo seu estreitamento com o tempo, com a memória e com o passado.  Existe uma história que conta que muitos indígenas acreditavam que o aparelho fotográfico aprisionava a alma da pessoa fotografada, de uma certa maneira, matando sua essência.   A fotografia, desde o tempo das lanternas mágicas…

Read More

Dica de exposição no Rio de Janeiro

Nova exposição no IMS mostra a diversidade brasileira O Instituto Moreira Salles no Rio de Janeiro apresenta a exposição Modernidades Fotógraficas, 1940 – 1964 durante todo o ano de 2016. Os curadores Ludger Derenthal, do Kunstbibliothek em Berlim, e Samuel Titan Jr., do IMS, escolheram 4 fotógrafos com olhares bastante diferentes sobre uma mesma época: a modernidade. Época…

Read More