Nova exposição no IMS mostra a diversidade brasileira

O Instituto Moreira Salles no Rio de Janeiro apresenta a exposição Modernidades Fotógraficas, 1940 – 1964 durante todo o ano de 2016. Os curadores Ludger Derenthal, do Kunstbibliothek em Berlim, e Samuel Titan Jr., do IMS, escolheram 4 fotógrafos com olhares bastante diferentes sobre uma mesma época: a modernidade. Época essa de formação para a fotografia brasileira e para o país como um todo. Historicamente, foram os anos da construção e inauguração de Brasília, o país vivia uma euforia nos ramos da urbanização, educação, arte e imprensa. O pensamento progressista e moderno das artes, com características brasileiras e não apenas das vanguardas européias , impulsionou o cinema, o teatro, a literatura e a fotografia.

 

exposição ims

 

São mais de 160 imagens expostas dos 4 fotógrafos: o brasileiro José Medeiros, o francês Marcel Gautherot, o húngaro Thomaz Farkas e o alemão Hans Gunter Flieg. As temáticas variam muito: imagens da construção de Brasília, da urbanização do Rio de Janeiro, de produtos em estúdio, de arquitetura e paisagens brasileiras, de publicidade, dos ritos baianos de candomblé, de marcos históricos de Minas Gerais… Cada fotógrafo tem um estilo característico que permeia a exposição mostrando a diversidade de um rico e grande país em formação.

 

As fotografias são todas em P&B numa montagem minimalista e acertada. Visita mais que recomendada.

 

ims2

 

Para mais informações: http://www.ims.com.br/ims/visite/exposicoes/modernidades-fotograficas-1940-1964-ims-rj

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *