O “Summer of love” foi uma experiência inebriante da qual eu nunca me recuperei; sentado para jantar com 20 pessoas, fazendo musica todas as noites… – Peter Coyote

 

A fotografia é uma ótima mídia para contar a história (além de histórias). A partir de uma lente, de uma opinião, de uma premissa e de um recorte, ela oferece um olhar sobre um acontecimento, relembra rostos, vestimentas, decorações, situações.

 

Esse ano de 2017 se comemora os 50 anos do movimento hippie “Summer of Love” que aconteceu em 1967 como um movimento social com passeatas por todo o mundo. Mas foi na Califórnia, mais especificamente em São Francisco, que ele ganhou mais força, com mais de 100 mil pessoas marchando pela paz no bairro de Haight-Ashbury. Lutavam por uma sociedade justa e considerada utópica, contra os valores consumistas e contra a guerra (sobretudo do Vietnã). Movimento político e artístico que ainda se desdobra nos dias de hoje.

 

Elaine Mayes

 

A galeria de fotografia Joseph Bellows em São Diego resolveu homenagear esse movimento e está com uma linda exposição da fotógrafa americana Elaine Mayes. Elaine começou como fotojornalista nos anos 60 enquanto estudava no San Francisco Art Institute e acabou retratando de perto o movimento Summer of Love. Ela mesma morou por um tempo na comunidade de Haight-Ashbury, participando e acreditando nos preceitos do movimento hippie. Em 1968, ela se tornou a primeira professora mulher da Universidade de Minnesota e continuou a dar aulas até 2001.

 

“Você não pode prever o que o mercado fotográfico vai valorizar, então se concentre no seu trabalho” – Elaine Mayes

 

Uns podem dizer que o movimento hippie hoje se perdeu nas temáticas dos filmes de Hollywood, ou na nova coleção da marca da moda. Perdemos para o consumismo e para a guerra, para as doutrinas e a falta de empatia. Sem entrar na discussão, as imagens de Elaine em exposição na galeria, nos passam a utopia da época, as tentativas e vislumbres de uma geração que acreditou.

 

Elaine Mayes

2 thoughts on “Flores, festa e fotografia para os 50 anos do “Summer of Love”

  1. Amei! Adoraria ter vivido nessa época e em São Francisco…

  2. Meu post preferido ever!! Estou com a Lisa, também gostaria de ter vivido essa época, e adoraria ir a essa exposição em San Diego!!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *