Lendo o blog art2p2 da consultora de arte Marta Pereira, me peguei pensando sobre as mulheres fotógrafas. O artigo da Marta é ótimo, com inúmeros dados de vendas de artistas brasileiros homens e mulheres em leilões internacionais nos últimos anos, onde ela compara, analisa e chega a algumas conclusões.

 

Em última instância, a conclusão derradeira não é surpreendente: existe uma diferença de gênero, desfavorecendo as mulheres. 

 

Francesca Woodman

 

E as mulheres fotógrafas? Como Cindy Sherman, Dorothea Lange, Francesca Woodman, Berenice Abbott, Diane Arbus, Nan Goldin, Sally Mann, Vivian Maier, Annie Leibovitz. E no Brasil, Rosangela Rennó, Claudia Andujar, Kitty Paranaguá, Ana Carolina Fernandes, Cristina de Middel, Ana Stewart, Claudia Jaguaribe… Mesma coisa. Por muitos motivos, as mulheres continuam com menos representatividade na fotografia. A Coleção Pirelli Masp é um bom exemplo. Criada em 1991 com o intuito de ser uma “referência visual significativa da história da fotografia brasileira”,  tem dentre suas obras aproximadamente 20% de artistas mulheres apenas.

 

E como lutar contra isso?

 

Poderia ficar aqui enumerando muitos outros exemplos como o a Coleção Pirelli, ou comparar dados de preços de obras fotográficas, mas resolvi focar em exemplos positivos de ações que estão querendo mudar essa história.

 

Cristina de Middel

 

Um desses exemplos é o grupo Fotógrafas Brasileiras. Reunidas dia 06 de novembro de 2016 no centro do Rio de Janeiro, essas mulheres fizeram uma foto, para a partir dessa imagem dialogar e transformar. Outro exemplo é a Associação Brasileira das Mulheres da Imagem, com mulheres de todos os cantos do Brasil, unidas para juntas poderem entender quão grande é a diferença de gênero. Elas coletam informações e estatísticas, criam debates e ações ao redor da imagem e da mulher.

 

Claudia Jaguaribe

 

as fotógrafas brasileiras convidam todas e todos a olhar para o passado com os olhos do presente para que no futuro as mulheres possam ocupar efetivamente muitos espaços na fotografia e onde mais elas quiserem. – fotógrafas brasileiras

 

Você conhece outro exemplo de ações de mulheres fotógrafas? Compartilhe.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *